Um Lugar Chamado Notting Hill

Um Lugar Chamado Notting Hill

Um lugar chamado notting hill cinetour.jpg Lançado em 1999, Um Lugar Chamado Notting Hill pode se proclamar a comédia romântica mais adorada de todos os tempos, pelo menos, entre os apaixonados pelo filme que visitam Londres. Trata-se de uma turma que quer conhecer os points frequentados pela atriz Anna Scott (Julia Roberts) e o livreiro William Thacker (Hugh Grant). Parte do fascínio pela estória está no fato deles viverem um romance inimaginável, pois ela é uma estrela famosa de Hollywood, enquanto que ele não passa de um anônimo de Notting Hill. Fã assumida do filme, fui conhecer os principais endereços que ambientaram o romance do casal e sinto prazer em dividi-los com você.

The Travel Book Shop
Quem chega em Notting Hill (metrô Notting Hill Gate), tende a ir direto para o número 142 da Portobelo Road, endereço que ambienta a livraria de Thacker, especializada em livros de viagens. Nela, num dia qualquer, Anna Scott aparece e, sem imaginar, acaba mudando o destino de ambos. O endereço já abrigou de tudo e, atualmente, é uma loja de souvernirs (foto). O espaço foi inspirado na The Notting Hill Bookstore, localizada no 13 da Blenheim Crescent (a poucas quadras dali), livraria que mantem o estilo que vemos no filme.

A casa da porta azul
O flat de Thacker está localizado no 280 da movimentada Westbourne Park Road, e era, na época das gravações do filme, o endereço do roteirista da trama, Richard Curtis. De longe, é o lugar de Notting Hill mais fotografado pelos fãs da trama, chegando a ser necessário ter que esperar para poder tirar uma foto. Talvez isso aconteça por ele ser o único local que permanece do jeito como foi mostrado no filme, por exemplo, mantendo a porta pintada de azul (foto). Thacker dividia o espaço com um inquilino, o ‘maluco’ e divertido Spike (Rhys Ifans), que acabou, sem querer, por causar uma das separações do casal.

A casa da festa de aniversário
Na primeira vez em que saem juntos, Thacker leva Anna até a casa dos amigos Max (Tim McInnerny) e Bella (Gina McKee), para comemorarem o aniversário da sua irmã mais nova, Honey (Emma Chambers). Um dos pontos altos do encontro é a conversa da atriz com Bernie (Hugh Bonneville). Este, desconhecendo a fama da jovem, pergunta quanto ela ganha e quase cai de susto com a resposta. A casa (foto) fica no 91 da tranquila Lansdowne Road, e estava desocupada quando a visitei. Dava para imaginar Anna e Thacker saindo de lá e ouvindo as gargalhadas dos amigos do lado de dentro da casa.

Um beijo no Rosmead Gardens
Depois da festinha, Thacker e Anna seguem pela Rosmead Road, aonde avistam um simpático jardim (foto). Anna dá um jeito de saltar o muro coberto de folhas, o que força o menos ousado Thacker a fazer o mesmo. Não tente imitar a dupla, pois o lugar é privado e você pode ser preso. Muitos fãs se perguntam sobre o banco aonde os dois se sentam e trocam o seu segundo beijo. Confesso que, da rua, eu não consegui vê-lo e, nem mesmo sei se ele existe ou foi colocado ali para a cena. O lugar é bonitinho, mas, foi bem melhorado para aparecer na telona.

Portobello Road
Na primeira vez que visitei a Portobello Road, eu fui num sábado para conhecer a feira de antiguidades que William Thacker comenta no início da trama, e por onde ele caminha, cenas depois, durante as quatro estações do ano. Na segunda visita, fui num domingo e, apesar dela continuar bem movimentada, preferi esse passeio. Deu para apreciar as vitrines das lojas com mais tranquilidade e conhecer alguns artigos divertidos que estavam à venda. Para quem gosta de fazer compras descoladas, essa rua é uma boa opção em Londres.

O Hotel Ritz
Quando está na cidade, Anna se hospeda no The Ritz (150 Piccadilly Street). Thacker visita o lugar em três ocasiões: na primeira, ele participa da promoção do recente sucesso da atriz, a ficção científica ‘Helix’, e se vê na obrigação de entrevistar o elenco de um filme que ele sequer tinha assistido. Os foras que ele dá, um atrás do outro, são – na minha opinião – a parte mais divertida de ‘Notting Hill’ inteiro. Na segunda, Thacker caminha, desolado, pela frente do hotel (foto), ao descobrir que Anna é comprometida com um briguento ator de Hollywood. Na última visita ao local, ele chega desesperado à procura da atriz, antes que ela deixe a cidade.

The Savoy
No último dia de Anna em Londres, Thacker consegue encontra-la no elegante The Savoy (Strand Street; foto), aonde ela está dando uma coletiva de imprensa. Para o tímido londrino, parece que todos os jornalistas do país estão naquele salão, justo quando ele mais precisa falar com ela. O que ele precisará fazer para chamar a atenção da moça e pedir desculpas pelo seu comportamento insensível horas atrás? A saída encontrada por ele é bem corajosa e emociona tanto quem está por perto, como os inúmeros fãs do romance que se transformou num dos maiores sucessos da história do cinema.

Kenwood Mansion
Thacker descobre que Anna está de volta à Londres e filmando em Hampstead Park. Ele vai procurá-la e é convidado para acompanhar as filmagens de uma produção de época, ambientada na Kenwood Masion. Localizada numa parte alta, o visual que se tem ao chegar na mansão é mesmo deslumbrante. Ela está localizada numa parte alta e norte do parque e oferece entrada grátis para quem desejar ver obras de Turner, Vermeer e Rembrant, dentre outros mestres da pintura.

Créditos
Título original (Ano): Notthing Hill (1999)
Direção: Roger Michell
Fotos do filme: Columbia TriStar
Texto e fotos das locações: Fran Mateus
Visitas às locações em maio/2005, outubro/2015 e março/2017.

IMPRIMIR