Matrix

Matrix

matrix neo.jpg Quem assistiu Matrix na ocasião do seu lançamento, em 1999, teve uma agradável surpresa ao deparar-se com tanta novidade visual. Efeitos digitais avançados, lutas marciais coreografadas com perfeição, um figurino de dar inveja às semanas de moda espalhadas pelo mundo, além de uma história muito bem contada e três atores convincentes nos papéis principais. Na ocasião, assim como o hacker Neo (Keanu Reeves), eu também queria saber sobre a “matrix”. Para ele descobrir, foi preciso que Trinity (Carrie-Anne Moss) lhe arranjasse um encontro com Morpheus (Laurence Fishburne), sobre o qual falarei na próxima parte. Para mim foi um pouco mais mais fácil: uma boa pesquisa me levou até Sydney, a cidade mais cosmopolita da Austrália.

Entre as pílulas vermelha e azul
Quando Neo, finalmente, encontra-se com Morpheus, no ano de 2199, ele está cheio de dúvidas existenciais: aquela vida que eles viviam era real? Por que ele tinha a sensação de que algo estava errado e fora do lugar? E, mais importante, o que era a ‘Matrix’? Morpheus, então, dá duas opções ao rapaz: tomar uma pílula vermelha para descobrir a verdade, ou escolher a pílula azul e deixar tudo igual. A cena dessa conversa foi feita com os dois sentados nas poltronas da foto, que ainda existem – muito bem preservadas - e são exibidas durante o tour pelos estúdios da Warner Bros.

Uma dama de vermelho
Neo escolhe a pílula da 'verdade' e é submetido a um intenso programa de treinamento, cuja prova final é feita num ambiente de simulação da tal 'Matrix'. Nesse momento, entra em cena uma loira vestida de vermelho (foto), capaz de desconcentrar o mais sério dos homens. Por esse lapso, nosso herói teria pago com a vida se estivesse na Matrix ‘real’, visto que, ao virar-se para olhar para a jovem, ele dá de cara com o vilão-mor da trama, o agente Smith (Hugo Weaving). A cena foi rodada no centro de Sydney, na frente de uma fonte na Martin Place com a Pitt Street, ao lado de um canal de televisão e próxima da principal região financeira da cidade, a George Street.

Nas pegadas de Neo, Morpheus e Trinity
Em 2006, morei e estudei em Sydney por alguns meses. Chegando lá, tratei de assistir o filme de novo (a emoção foi outra ao ver a trilogia na cidade que serviu-lhe de locação). Depois, fui visitar a Martin Place (foto) e alguns dos prédios que serviram para ambientar a trama: o Metpec Centre (273, George Street), onde Neo – ainda chamado de Sr. Anderson – é interrogado, logo no início do filme; o Aon Tower (201 Kent Street), onde foi feita a fantástica cena em que Neo desvia-se de uma rajada de balas – e que passou para a história do cinema como a ‘bullet-time sequence’; o Colonial State Bank Centre (52 Martin Place), onde Morpheus ficou mantido preso nas mãos dos vilões; e o British Telecom (1 Market Street), edifício cujas paredes envidraçadas foram destruídas durante a cena do resgate de Morpheus.

Créditos
Título Original (Ano): The Matrix (1999)
Direção: Os irmãos Wachowski
Location Manager: Peter Lawless
Fotos do filme: Warner Bros
Fotos das locações: Fran Mateus
Visitas às locações em outubro/2006.

IMPRIMIR