O Diário de Bridget Jones

O Diário de Bridget Jones

0 bridget jones Mark e Daniel.jpg Bridget Jones (Renée Zellweger) faz um tipo diferente de heroína romântica: ela bebe todas, fuma que nem uma chaminé, está quilos acima do peso e, o que mais a preocupa, continua uma solteirona. Mark Darcy (Colin Firth) completa a definição sobre a jovem: “existem elementos ridículos em Bridget, além dela ser uma péssima oradora em público e de deixar sair pela boca tudo o que vem na mente, sem considerar as consequências”. O fato é que, mesmo com esse perfil tão atípico, a protagonista de “O Diário de Bridget Jones” conquistou o coração dos heróis românticos da trama e dos espectadores do filme no mundo inteiro.

O endereço de Bridget
Nossa heroína mora num flat do andar de cima do pub Globe Tavern (foto). Ali, ela sofre suas crises de solidão (sempre acompanhada de bebidas, cigarros e potes de sorvete), atualiza o seu diário e recebe os amigos e os amores. O flat está localizado ao lado do Borough Market (8 Bedale Street; metrô London Bridge), lugar aonde os londrinos gostam de ir para comer bem e onde Bridget compra verduras para um jantar que oferecerá aos amigos. Quem visita o endereço de Bridget, percebe que, diferente da época do filme, agora existe uma linha de trem passando por cima do Globe.

Piccadilly Circus
Piccadilly Circus (foto) é um dos pontos mais tradicionais, movimentados, animados e coloridos de Londres. Apesar do apelo turístico, os moradores da cidade costumam passar por ali a caminho dos seus trabalhos. É o que Bridget Jones faz, todas as manhãs, quando se encaminha para o emprego numa agência de publicidade, liderada pelo seu chefe, Daniel Cleaver (Hugh Grant). Quem ainda curte folhear um livro antes de compra-lo, a dica é fazer uma visita a Waterstone´s, maior livraria da Europa, localizada no 203 da Piccadilly Circus South.

Entre a 'Royal Courts of Justice’ e a BK News
Bridget passou uma fase apaixonada pelo mulherengo chefe. Após uma desilusão amorosa, ela deixa Daniel Cleaver e vai trabalhar numa emissora de tevê a cabo. Durante a cobertura de um importante caso na Royal Courts of Justice, a ‘séria’ repórter deixa o posto para comprar cigarros na BK News, perdendo a chance de entrevistar o réu. Por pura sorte, ela é salva por Mark Darcy, o advogado do caso em questão. A corte de justiça e a loja de cigarros (ambas na foto) ficam entre o término da Strand Street e o começo da Fleet Street.

O restaurante da briga entre Mark e Daniel
Bridget convida Darcy para o jantar que dará em homenagem ao seu sucesso como repórter e pelo aniversário. Acontece que Daniel Cleaver também vai parabenizar a jovem e encontra o rival. Advogado e publicitário decidem disputar Bridget no braço. Entre socos e pontapés, eles invadem um restaurante grego, quebrando tudo, mas animando o jantar da turma, naquela noite gelada londrina. O espaço do ‘falso’ restaurante fica de frente para o apartamento de Bridget e abriga a Wine Merchant (foto), uma loja de vinhos.

Um novo diário na Mont Blanc
Depois de entender o triste passado de Darcy, Bridget Jones descobre-se apaixonada por ele. No entanto, por conta de uma das suas atitudes impensadas, ela o vê ir embora da sua vida. Sem pestanejar, Bridget corre neve e noite adentro, para lutar pelo seu amor. Quando ela o encontra, Mark está saindo de uma loja da Mont Blanc (foto) e -surpresa!- com um novo diário para ela. A loja ocupa o número 11 do Royal Exchange, um shopping de lojas de luxo, localizado na City (metrô Bank). O final desse filme é o ponto de partida para Bridget Jones – No Limite da Razão.

Créditos
Título Original (Ano): Bridget Jones´s Diary (2001)
Direção: Sharon Maguire
Fotos do filme: Universal Studios
Texto e fotos das locações: Fran Mateus
Visitas às locações feitas em novembro de 2015.

IMPRIMIR